sábado, 4 de fevereiro de 2012



A vida evolui, e temos que aprender a adaptar-nos aos caprichos dela. Nada acontece por acaso, é este o espírito que se deve manter do inicio ao fim, é isso que mais tarde ou mais cedo justifica tudo o que possa ter acontecido, e principalmente ajuda a plantar a esperança onde isso já não é associado a nada relacionado com o futuro.
Eu aprendi a lidar com os caminhos caprichosos que se aproximam cada vez que me arrisco a evoluir mais um passo.
Não há que ter medo antes de o dar, e se esse sentimento matreiro surgir posteriormente há que saber como arrancá-lo de nós através de coragem que transportamos no instinto.


A vida torna-se mais enriquecedora com todos as derrotas e vitórias que podemos coleccionar.

Sem comentários:

Enviar um comentário