terça-feira, 22 de outubro de 2013

porque quando estou na merda sei fazer versos do nada


Sou uma triste miséria guiada pelo maldito destino que polvilha a minha vida com insucesso contínuo

3 comentários:

  1. É como eu, a minha própria desgraça inspira-me. Há que aproveitar...
    Força!

    ResponderEliminar